quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Pequenas Choriças (sem criatividade)

Foto: Olha que minha mão é grande... rs
Choriças da terça:
Análise de Laise:
Sair com os amigos é muito legal, ontem Drielle veio conhecer o outro lado da cidade, Cajacity (para quem tem intimidade) ou Cajazeiras (para quem não a tem intimidade). O maior bairro, aquele onde todo mundo se perde, onde o vento faz a curva... entre outras piadinhas sem graça!
Sim... Julianne, Gilmar e Victor (vizinho adjacente - Castelo Branco) também vieram...
O melhor de tudo isso é ver eles não aguentarem comer o acarajé (Tamanha G) da Irá (Merchandising - é assim que escreve?), foi ilário! Foram avisados que era um acarajé de ITU (sem rimas, por favor!) mas não imaginavam a grandeza - rsrsrs. Drielle (claro, ela tem um buraco na barriga) e Julianne foram as vencedoras comeram tudo, tudo, tudo até o TALO- kkkkk. Para quem ainda não conhece: Cajazeiras - Rótula da Feirinha, não tem erro!

Acarajé Grande: R$ 2,80
Pespi de 1L: R$ 2,00
Beijú: R$ 2,00
Estar com os amigos em Cajazeiras: NÃO TEM PREÇO!

Análise de Drielle:
Ô lugar longe esse Cajacity! =X
Uma experiência incrível, não só indo para Cajacity, é utilizar o transporte público de Salvador.
Primeiro: Os pagodeiros não sabem onde vende fone de ouvido... (PARA TUDO!)
Segundo: Esperar ônibus e ainda pega-lo lotado realmente não tem preço... ou melhor, vale R$ 2,30 (se for estudante, a metade do preço - todo mundo agora é estudante).
Terceiro: Sempre têm aqueles engraçadinhos que, ao pedir licença para passar, grudam no seu traseiro (que constrangimento...) e ainda soltam piadinhas como "princesa, você é um anjo..." (ah, meu filho... ou anjo u princesa) e outras como "se meu coração fosse uma favela, eu te dava um barraquinho..." (essa foi de Ronaldo).
Quarto: Já soube (Jesias que disse) que o ônibus lotado é chamado de navio negreiro do século 21.
Depois de chegar no tão esperado lugar, foi a vez do acarajé... mel dels, além de barato (a superfaturação é apenas na Ribeira) é enooooorme. Mas, graças a minha fome, eu comi tudo.
A grande choriça da noite foi o enigma: Policial paga ou não paga o que consume em estabelecimentos?! R: Que pergunta idiota! Claro que paga... Mas, segundo o morador de Cajacity, eles não pagavam. Eu tirei minha dúvida, com medo, perguntando aos donos dos lugares...


Querido Blog (isso não vai virar um diário, eu juro),
Depois do primeiro post, recebemos MILHARES de comentários e sugestões interessantes... Quando eu (Driele) estiver no ARQUIVO CONFIDENCIAL, em Faustão, eu vou citar vocês, um por um. Enfim, vou começar a choriçar sobre a vida alheia aqui.



  A análise do dia 12/08/2010 é:
Subir ladeira para estudar é uma CHORIÇA total!
Todo dia eu e Laise fazemos o mesmo ritual de subir a ladeira, enooorme, para chegar na Ruy Barbosa.
Essa introdução só é para explicar o acontecimento do dia: pegamos carona com "Seu Haroldo", com H! ;)
Para quem não sabe (e para quem sabe também), ele é o m... ops, o pai de Victor COrujeira. Foi uma carona inesquecível (nooossa), porque "Seu Haroldo", com H, ele aprendeu o significado de CHORIÇA, segundo ele chouuriça. ;)
Nós no fundo do carro rindo e falando baianês "baiana com dendê na veia" e ele "Vitinho, ô as conversas..."
Pronto, acabou!



FALAR MAL DE...

Torcida Organizada:
Quem nunca apanhou de uma torcida? Quem? Quem? (nem todo mundo, eu também não)
Qual o objetivo de sair de casa, da paz de jah, para bater em pessoas que nem conhece? Só porque meu time, Vitória, ganha mais que o Bahia a torcida da Bamor se revolta e quer bater em todo mundo... que choriça!
Sim, não defendendo um ponto específico eu quero dizer que eu não sei brigar, por isso não gosto de brigar. Quem sabe se eu soubesse bater?!

Pessoas desconhecidas...
Que ficam famosas fazendo vídeos falando mal de gente famosa! Eu adoro. o.O
Mas quando eu ficar famosa (com esse blog, por exemplo) e for pra Globo, eu não vou querer que falem mal de mim! Isso eu já deixei claro pra Felipe Neto e Pece Siqueira (sim, eu tenho eles no msn).

Bond, gangues, adolescentes precoces...
Ta uma choriça o Shopping Iguatemi, cheio de bonds e grupos idiotas que se reunem no shopping para brigar! E os integrantes da  baxaria com menos de 15 anos! Eu to com medo até de um integrante ficar na minha frente, pisar no meu pé, ele não aceitando minhas desculpas, e me bater por isso. Enfim, choriça!

P.S.: O próximo post vai ser meu interessante... nada de diário!

7 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Enfim..... ninguém avaliou a qualidade desse acarajé, somente o tamanho!!.... pela fome acho que nem sentiram o sabor né?!!.......

    E no que diz respeito aos Poliças, e sou testemunha de que a maioria deles, os "mau caráter", não pagam quando comem em determinados estabelecimentos..... eles pregam que o pagamento já é a segurança q eles proporcionam..... tenho certeza que eu não sou o único q sei disso!!!!! :-) ....

    Q CHORIÇA!!!! rsrs...

    ResponderExcluir
  3. Bem... mui interessante a análise antropologica de Cajazeiras, Contudo espero uma contribuição mais densa e crítica de Laise pois Driele já fez suas críticas muito bem colocadas...

    Meninas parabéns !! vcs tem talento e muito bom humor, Abraços, Pax et Fortia, Adivinha quem é....

    ResponderExcluir
  4. Oi, meninas parabéns pelo blog.

    Abraços

    Att:
    Boca de vuvuzela.

    ResponderExcluir
  5. Adorei Dri. Eu sou louca por acarajé, quando voltar para capitá irei fazer uma vistoria lá. Claro ver se possui no mínimo BPF (Boas Práticas de Fabricação). Como futura eng. não posso deixar passar né. kk O blog é show.

    ResponderExcluir
  6. Nega, ótimo blog. Até próximo sábado.

    ResponderExcluir